LOGISTICS

LOGISTICS
Movimento Eficiente !!!

Logisticamente Antenado Headline Animator

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Palestra on-line: Simulação em Logística - construindo modelos na prática




Prezado(a),
a Revista MundoLogística e a Genoa têm o prazer de convidá-lo para assistir ao Webinar gratuito

Simulação em logística – construindo modelos na prática


que será ministrado por Thiago Brito (Genoa Logística & Supply Chain).

:: Data: 21/08/2014
:: Horário: 11:00h às 12:00h (Horário de Brasília)

Faça sua inscrição!

Resumo da Palestra:
Neste Webinar, conheça na prática como desenvolver passo-a-passo um modelo de simulação em logística e na cadeia de suprimentos. Visualize os resultados, saiba como interpretá-los de forma a melhorar suas operações usando uma ferramenta de simulação. O software Anylogic será utilizado como exemplo para montagem e execução dos modelos de simulação que serão apresentados. Entenda na prática como a simulação pode auxiliá-lo na melhoria dos seus processos. Após o Webinar você será capaz de construir o seu próprio modelo de simulação!

A cada usuário também será fornecida uma chave trial do software AnyLogic, além de uma série de tutorias. Conheça mais sobre simulação e o software AnyLogic!

MundoLogística Webinars são palestras on-line gratuitas para auxiliar no seu desenvolvimento profissional. Para assistir ao Webinar basta realizar o seu cadastro e no dia e hora marcados, acessar o link que será enviado para o seu email. Você necessitará apenas de um computador ou tablet com acesso à internet e áudio para assistir à palestra.

Participe!


Portal da Revista MundoLogística | Assine a Revista MundoLogística | Fale Conosco






quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Noticia: Empresas japonesas buscam oportunidades em logística e infraestrutura

Oito empresas e uma associação de produtores de café do Japão participaram nesta última sexta-feira de uma reunião com o ministro da Agricultura, Neri Geller, em Brasília, na qual manifestaram interesse em investir em ferrovias, rodovias, hidrovias e portos.

Segundo Geller, não foi assinado nenhum acordo de cooperação com o governo japonês. Entretanto, empresas do setor financeiro, como seguradoras, e, principalmente, da área de infraestrutura e logística, sondaram quais as reais demandas que o Brasil apresenta atualmente para investimento.

Os representantes das empresas quiseram saber qual a expectativa de investimentos em logística necessários hoje para potencializar o escoamento das produções brasileiras de soja, café e de carnes de frango, suína e bovina, segundo o ministro.

"Aqui foi discutida a questão dos investimentos privados, para sentir do governo brasileiro se há espaço e segurança para as empresas japonesas fazerem investimentos no Brasil", contou Geller.

Segundo o ministro da Agricultura, os investidores japoneses têm grande potencial de atuar no Brasil para "nos ajudar a resolver gargalos de infraestrutura". "Apenas uma das empresas que estiveram aqui já investiu US$ 500 milhões no Porto de Itaqui (MA) e outra disse ter US$ 140 bilhões em oferta de seguros para auxiliar empresas de infraestrutura", afirmou.

"Colocamos para eles que temos capacidade de ampliar produção agrícola, mas temos gargalos em infraestrutura e essas empresas atuam em logística e querem investir no Brasil", disse Geller

Acompanhados do vice-ministro da Agricultura do Japão, Issao Harihara, estiveram no encontro representantes das companhias japonesas Mitsui, Mitsubishi e Sojitz, entre outras.

Fonte:Valor Econômico\Cristiano Zaia | Brasília

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Palestra on-line: Simulação em Logística - construindo modelos na prática

Prezado(a),
a Revista MundoLogística e a Genoa têm o prazer de convidá-lo para assistir ao Webinar gratuito

Simulação em logística – construindo modelos na prática


que será ministrado por Thiago Brito (Genoa Logística & Supply Chain).

:: Data: 21/08/2014
:: Horário: 11:00h às 12:00h (Horário de Brasília)

Faça sua inscrição!

Resumo da Palestra:
Neste Webinar, conheça na prática como desenvolver passo-a-passo um modelo de simulação em logística e na cadeia de suprimentos. Visualize os resultados, saiba como interpretá-los de forma a melhorar suas operações usando uma ferramenta de simulação. O software Anylogic será utilizado como exemplo para montagem e execução dos modelos de simulação que serão apresentados. Entenda na prática como a simulação pode auxiliá-lo na melhoria dos seus processos. Após o Webinar você será capaz de construir o seu próprio modelo de simulação!

A cada usuário também será fornecida uma chave trial do software AnyLogic, além de uma série de tutorias. Conheça mais sobre simulação e o software AnyLogic!

MundoLogística Webinars são palestras on-line gratuitas para auxiliar no seu desenvolvimento profissional. Para assistir ao Webinar basta realizar o seu cadastro e no dia e hora marcados, acessar o link que será enviado para o seu email. Você necessitará apenas de um computador ou tablet com acesso à internet e áudio para assistir à palestra.

Participe!


Portal da Revista MundoLogística | Assine a Revista MundoLogística | Fale Conosco


segunda-feira, 4 de agosto de 2014

O evento de Marketing do Ano: PHILIP KOTLER E GRANDES NOMES


 
 

sábado, 2 de agosto de 2014

No ESTADAO: Aplicativo conecta caminhoneiro à carga

Caso não esteja visualizando, acesse aqui.



Aplicativo| 30 de julho de 2014 | 7h 01

Ferramenta conecta caminhoneiro e também auxilia no rastreamento da carga

GISELE TAMAMAR, ESTADÃO PME

Robson Fernandjes/Estadão
Carlos Mira criou o TruckPad em 2013


O olhar inicial do empresário Carlos Mira, ao visitar o Vale do Silício em 2011, era o de investidor. Mas ao conhecer o tripé das empresas de tecnologia formado por mobile, social e cloud (tecnologia em nuvem), resolveu inverter o papel e se transformar em empreendedor. Com mais de 30 anos de experiência no ramo de transporte de carga e logística, Mirra criou o TruckPad, app que conecta o caminhoneiro à carga.

Foram dois anos de pesquisa e desenvolvimento até lançar a primeira versão, em setembro do ano passado. Hoje, o sistema também é usado para administrar uma agência no Terminal de Cargas Fernão Dias, em São Paulo – mais de 3,5 mil caminhoneiros já fizeram o download do app, que registra, em média, 2,5 mil ofertas de carga por dia.

De acordo com Mira, o TruckPad é direcionado para os caminhoneiros autônomos, chamados por ele de empreendedores das estradas. Mas há na ferramenta funcionalidades como o compartilhamento da localização do motorista com o cliente, família e amigos.

"O aplicativo é interessante pela questão da segurança, para a família saber onde o caminhoneiro está. E interessante também na função logística porque o cliente que embarcou uma carga sabe em que posição geográfica o motorista se encontra", defende o empresário. O TruckPad também possibilita o envio do protocolo de entrega para quem mandou a encomenda.

O app é gratuito tanto para o caminhoneiro quanto para quem contrata o serviço e o empresário segue atualmente uma estratégia de penetração do produto. "Devemos começar a ganhar dinheiro em um prazo de 24 meses. Temos investidores-anjo, mas eu sou o principal investidor", conta Mira, confiante na viabilidade do negócio. 



http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,ferramenta-conecta-caminhoneiro-e-tambem-auxilia-no-rastreamento-da-carga,4621,0.htm 




TruckPad
- www.TruckPad.com.br

Rua do Sumidouro, 747 - 8° andar | Pinheiros | São Paulo, SP | 05428-010
Telefone # (11) 3037-9432 | Whatsapp # (11) 99891-1122





Curso - Gerenciamento por Categorias


Untitled Document

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Artigo:Conflitos armados em Israel e Ucrânia devem elevar frete

Exportadores brasileiros já contam como certo o aumento dos fretes marítimos para embarques com destino a zonas de conflito armado, como Israel e Ucrânia. Por enquanto, os armadores que fazem o transporte internacional brasileiro não repassaram custos adicionais para exportar para esses países. Mas é comum a indústria da navegação adotar uma taxa de "risco guerra" para trafegar seus navios por áreas conflagradas militarmente.

"A estrutura tarifária das empresas de navegação tende a ser revista nessas situações. Se isso não aconteceu, acredito que seja iminente", afirma José Cândido Senna, coordenador do Comitê de Usuários dos Portos e Aeroportos do Estado de São Paulo (Comus), ligado à Associação Comercial de São Paulo.


Pensamento similar tem José Augusto de Castro, presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). "Zona de conflito tem atraso, demora, congestionamento, o que significa que os navios ficam parados. É um custo extra", afirma.

Recentemente, o porto israelense de Ashdod, mais próximo da faixa de Gaza, teve suas operações interrompidas intermitentemente devido aos conflitos. Em geral, os armadores que transportam cargas brasileiras para essas regiões não sentiram o reflexo. "Não houve nenhum impacto nos negócios brasileiros", informou a Maersk Line, maior empresa de navegação do mundo no nicho de contêineres.

Não existem hoje serviços diretos de navegação do Brasil para Israel ou Ucrânia - o que pode ser justificado pelos baixos volumes brasileiros exportados para esses locais. Os armadores que vendem o frete para transportar do Brasil até esses destinos realizam um transbordo da carga em um porto concentrador, geralmente no Mediterrâneo. De lá as mercadorias são transferidas para um outro navio que segue até o destino final. É por esse segundo trecho que seria cobrado um valor extra.

Para a Kuehne + Nagel, um dos maiores agentes logísticos de carga marítima do mundo, possivelmente haverá aumento de fretes para essas áreas. "Em zonas de guerra aplicam-se taxas para compensar o risco que o armador assume em transportar cargas para e desta origem", afirma a empresa, em nota.

"Em princípio não pretendemos aplicar nenhum adicional para essas áreas porque a navegação não está sendo afetada. Mas isso pode mudar caso a situação se agrave", diz Julian Thomas, diretor-superintendente da Hamburg Süd, armador alemão líder nos tráfegos marítimos brasileiros de longo curso. Thomas não enxerga risco de que um navio seja afundado propositadamente, a exemplo do jato da Malaysia Airline, derrubado na Ucrânia. "É provável que o abatimento do avião tenha sido mais um erro do que de propósito. É pouco provável isso acontecer com um navio comercial."

Para Leandro Barreto, diretor de análise da Datamar Consulting, a queda de quase 60% nas exportações brasileiras para a Ucrânia entre janeiro e maio deste ano, na comparação com a mesma base de 2013, não pode ser explicada pelos conflitos armados no país. "Os volumes que vão para lá não são tão expressivos assim", afirma. Na média dos últimos oito anos a Ucrânia recebeu 0,5% das exportações brasileiras e Israel foi o destino de 0,4% dos embarques nacionais.

Se por um lado a crise no Oriente Médio e no Leste Europeu ainda não chegou aos fretes, já afeta o seguro das exportações. "As seguradoras não estão cobrindo o risco Ucrânia. O exportador não está conseguindo seguro de crédito para suas exportações", afirma Senna, do Comus.


Fonte: Valor Econômico\Fernanda Pires | De Santos

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Marintec South America - Credenciamento



A revista Portos e Navios, mídia oficial nacional da Marintec South America - 11ª Navalshore, convida você a visitar o evento que está com o credenciamento gratuito aberto.
Garanta seu acesso às mais de
380 marcas expositoras,
credenciamento on-line aberto.
Post Show Lista de Expositores Conferências Quero Visitar
CREDENCIAMENTO GRÁTIS!
Aproveite a oportunidade de estar em contato com:
Mais de
380 marcas expositoras.
Pavilhões Internacionais Estaleiros nacionais e internacionais Conferêcias Marintec & Workshops Técnicos
Mais informações:
info@marintecsa.com.br
www.marintecsa.com.br
 


Desenvolvimento do Transporte Hidroviário e Cabotagem


 
O futuro dos transportes hidroviário e cabotagem no Brasil serão discutidos em agosto em Brasília. A segunda edição do fórum abordará temas de extrema importância para armadores, usuários, operadores e investidores destes modais.
 
Será uma excelente oportunidade para debater e traçar caminhos para o desenvolvimento dos modais hidroviário e cabotagem. Conheça os temas propostos para discussão e alguns nomes confirmados para os painéis de debates.
 
Alguns assuntos que serão abordados
. O futuro dos Transportes Hidroviários e de Cabotagem no Brasil
. Como empresas e navios estrangeiros podem se beneficiar do transporte aquaviário brasileiro
. Novo Marco Regulatório e mudanças de gestão em todo o setor
. O Transporte costa a costa de Carga de Projeto
. A Cabotagem como parte da solução dos gargalos logísticos no Brasil
. As principais rotas fluviais e ligações existentes com outros modais
. Entraves na construção de eclusas e possíveis soluções
 
Informações e inscrições
Telefone: 11 5051-6535
E-mail:
info@viex-americas.com
Site: www.viex-americas.com
 
 
 
 




--
--

Acesse: http://logisticamenteantenado.blogspot.com
            "Divulgando a logística nas ondas da internet."